Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

50 mil foliões são esperados na Nova Marginal



Cerca de 50 mil pessoas, entre foliões e grupos carnavalescos são esperados, esta segunda-feira, no desfile da classe A, segundo o Vice-Governador de Luanda para o sector político e social, Manuel Gonçalves.

O governante considera positivo o balanço dos desfiles da Classe infantil e classe B, após dois anos sem descer a Nova Marginal para dançar o carnaval, tendo em conta  os recursos para a sua realização.

Segundo Manuel Gonçalves, que falava à imprensa na Nova Marginal, a previsão é de ter a “casa cheia” em função da grande procura para a compra dos ingressos, comercializados ao preço de 500 kwanzas.

 Manuel Gonçalves apela ao público a chegarem cedo ao local para facilitar o trabalho das equipas de protocolo e do asseguramento do próprio espectáculo. “Porque a previsão e de ver aqui cerca de 50 mil pessoas entre foliões, grupos carnavalescos, fazendo com que começamos o espectáculo pontualmente as 16 horas”.

A garantia é de terem as condições asseguradas as 13 h para que o público possa aceda ao ressinto  para facilitar o início do espetáculo.

O governante apela também aos responsáveis  dos grupos  carnavalescos para que cumpram com as orientações da organização e sejam pontuais.

Quanto a apresentação dos grupos, disse que estiveram bem e cabe ao corpo do juri avaliar a prestação de cada um de acordo com os critérios do regulamento.

Para Manu Gonçalves, “nós temos o nosso carnaval naturalmente alicerçado quanto as raízes e tradições”.

Quanto as questões levantadas sobre “a inovação  e modernidade, e se o nosso carnaval é actual, nós entendemos que tradicional é quilo que é realmente nosso.” Disse

Salientou que “assim como cada povo tem a sua cultura, não estaremos a ser diferentes dos outros povos, se fazermos justamente o mesmo que eles.”.

 O vice-governador disse que os grupos carnavalescos acabam sempre por trazer a nossa matriz cultural. “Dentro do carnaval existe um padrão próprio, olhando para as nossas raízes”. Enfatizou

Por outro lado, Manuel Gonçalves revelou que serão apurados os factos sobre a venda de bilhetes no primeiro dia do desfile  cuja entrada deveria ser grátis, para se determinar responsabilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *