Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Afrobasket 2021: Angola averba primeira derrota diante da Nigéria

A selecção angolana de basquetebol sénior feminina averbou hoje a primeira derrota diante da Nigéria, por 65-85, em jogo da segunda jornada do Campeonato Africano (Afrobasket2021), disputado no pavilhão do Multipurpose Sports Complex, em Yaoundé, nos Camarões.

O conjunto orientado pelo treinador Walter Costa, que perdeu no primeiro quarto por 18-31, foram ao intervalo com desvantagem de 24 pontos (28-52).

No terceiro quarto, o grupo voltou a enfrentar dificuldades para se impor diante das nigerianas, acabando por perder 47-67.

Com este resultado a equipa nacional termina a fase de grupo na segunda posição, com três pontos. A Nigeria (campeãs africanas) lidera a tabela com 4 pts.

As três integrantes do grupo passam à fase seguinte, devendo a primeira classificada ir directamente aos quartos-de-final, enquanto as restantes duas (2ª e 3ª) disputam os oitavos, no sistema cruzado, com o 3º e 2º de outra série.

Na ronda inaugural, Angola ganhou Moçambique, por 70-61. A Nigéria também havia vencido as moçambicanas, por 67-50.

Por outro lado, a Selecção Nacional sénior feminina de basquetebol realiza hoje, às 9h30, no campo de treinos do Palácio dos Desportos de Yaoundé, uma sessão de recuperação da condição física visando o próximo jogo.

Orientadas pelo seleccionador nacional, e coadjuvado por Elisa Pires, as 12 integrantes do combinado angolano corrigiram os erros defensivos e ofensivos identificados pela equipa técnica durante os jogos realizados frente à Moçambique e a Nigéria.

MAIS: Selecção femenina de basquetebol a caminho de Yaoundé

Coesão defensiva, saída para o ataque, aperfeiçoamento das técnicas de penetração, transições e pressão à jogadora com bola vão, certamente, dominar a sessão.

Costa quer que a equipa jogue no colectivo e dentro do espírito de entreajuda, de forma a superar qualquer adversário. Clinicamente o grupo está de saúde, facto que deixa feliz a equipa técnica, cuja pretensão é ensaiar o “cinco” provável a utilizar no próximo embate. Italee Lucas (base), Rosemira Daniel (extremo-base), Ana Gonçalves (extremo), Avelina Peso (extremo-poste) e Cristina Matiquite (poste), devem ser as apostas.

Falando aos jornalistas, Elisa Pires assegurou que a Selecção, apesar de ganhar o primeiro jogo deve continuar a trabalhar de forma árdua para alcançar os objectivos traçados.

Nós ainda não ganhámos nada. Temos que continuar a trabalhar de forma árdua para materializarmos os nossos objectivos. Os jogos da outra fase não serão fáceis, pois temos de nos aplicar a fundo se quisermos vencer. Vamos tentar criar o máximo de dificuldades às nossas adversárias nos próximos jogos, entraremos com tudo. Vamos trabalhar os aspectos defensivos e ofensivos, mas também a circulação da bola. Queremos que as jogadoras continuem a defender com a mesma garra e determinação“, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.