Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Ataque terrorista no Burkina Faso matou três polícias e feriu sete

Um ataque terrorista numa esquadra da polícia no Burkina Faso, no domingo à noite, na zona “das três fronteiras” do Burkina, Mali e Níger provocou a morte de três polícias e feriu sete, comunicaram hoje as autoridades.

“Houve um ataque ao posto de controlo Petelkole [zona de fronteira entre o Burkina Faso e o Níger] no domingo à noite. Três polícias foram mortos e sete feridos”, disse um funcionário do departamento de Tera, na região de Tillabéri, citado pela agência France-Presse.

Petelkole é um posto de controlo fronteiriço que tem sido alvo de ataques de grupos ‘jihadistas’.

Durante este ataque vários veículos foram queimados e algumas “armas desapareceram”, disse a mesma fonte, acrescentando que “homens armados em motas já tinham tentado atacar o posto [da polícia] na tarde de sábado, antes de serem repelidos pela polícia”.

MAIS: José Maria Neves eleito Presidente de Cabo Verde

Em maio de 2017, dois agentes da polícia nigerina e um civil foram mortos num ataque ao mesmo posto de Petelkole. Também neste incidente foram levadas armas, e alguns veículos ficaram danificados.

Este novo ataque surge numa altura em que o Presidente do Níger, Mohamed Bazoum, está no Burkina Faso desde domingo para discutir com o Presidente Roch Marc Christian Kaboré “a colaboração” das forças dos dois países na “zona das três fronteiras”, após a França ter anunciado a redução da sua posição militar no Sahel contra os ataques terroristas, explicou fonte da presidência nigerina.

A região de Tillabéri tem sido palco de ações sangrentas de grupos ‘jihadistas’ ligados à Al-Qaida e ao Estado Islâmico desde 2017.

No início de outubro, o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) advertiu num relatório que “uma grande crise alimentar” era de temer na região de Tillabéri, onde quase 600.000 pessoas já estão expostas à insegurança alimentar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.