Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Casos activos de Covid-19 continua a aumentar em África nas últimas semanas

O número total de casos ativos de Covid-19 em África voltou a subir na última semana, atingindo 656.968 na quinta-feira, 29 de julho. Embora a terceira vaga de infeções tenha passado para alguns países, ainda está em fase inicial noutros, como é o caso de Angola.

O país mais afetado do continente é a África do Sul (155.958 casos), e apesar de ter registado uma diminuição de casos ativos na última semana, os seus números continuam bem à frente de qualquer outro país africano. Em 25 de julho, o Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, reduziu as restrições de bloqueio no país, de nível 4 para nível 3, uma vez que os casos “passaram o pico da terceira vaga de infeções”. Com essa mudança, agora é permitido no país que restaurantes, bares e centros de fitness fiquem abertos, e onde a venda de bebidas alcoólicas  agora é sem muitas limitações.

MAIS: OMS estima mais de 200 milhões de infeções nas próximas duas semanas

De 23 de julho a 29 de julho, África teve um aumento de 37.390 casos de Covid-19 – um aumento de quase 10% em relação a semana anterior. Depois de atingir o pico em meados de Julho, para muitos analistas a terceira vaga está atrás de África, embora que as campanhas de vacinação nos países africanos estejam a aumentar cada vez mais.sejam aumentadas.

 

Situação Epedemiológica do País nas Últimas 24 horas 

As autoridades sanitárias registaram cinco mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, sendo duas na província do Cunene, igual número no Moxico e uma em Luanda.

As vítimas são três do sexo masculino e duas do sexo feminino, com idades entre três e 76 anos, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado este domingo, 1 de Agosto, pela Direcção Nacional de Saúde Pública.

Nas últimas 24 horas, foram também notificados 38 novos casos de COVID-19, dos quais 12 na Lunda Sul, 11 em Luanda, 10 no Moxico, dois nas províncias do Zaire e Cuanza Norte, e um caso em Benguela.  Entre os casos positivos, 21 são do sexo masculino e 17 do sexo feminino, com idades entre um e 71 anos.

No mesmo dia, o número de pacientes recuperados chegou a 142, com idades entre dois e 84 anos, dos quais 132 estão em Luanda, o epicentro da doença no país, e 10 no Cunene.

MAIS: Angola atinge as mil mortes por Covid-19

Os laboratórios de testagem da COVID-19 processaram 1.671 amostras por RT-PCR e o cumulativo é agora de 815.043 e a taxa de positividade de 5.3 por cento.

Nos pontos de entrada e saída da  província de Luanda, 303 cidadãos foram testados.

O quadro epidemiológico tem actualmente 42.815 casos confirmados, dos quais 1.016 óbitos, 37.397 pessoas recuperadas, 4.402 casos activos, sendo três em estado crítico, 18 graves, 93 moderados, 38 leves e 4.250 assintomáticos.

Nos centros de tratamento estão internadas 152 pessoas, enquanto 141 cumprem a quarentena institucional e 1.833 contactos de casos positivos estão sob vigilância epidemiológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.