Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Conferência Angola Oil&Gas vai trazer oportunidades de negócios

O investimento sustentável e oportunidades de negócios, transição energética e sinergias regionais são alguns dos temas em destaque na Conferência Angola Oil & Gás (AOL) que junta em Luanda, os principais ‘players” do setor e responsáveis institucionais.

Durante dois dias, na quinta-feira e na sexta-feira, vão reunir-se no Centro de Conferências de Talatona dezenas de individualidades, incluindo ministros africanos do setor da energia e representantes das multinacionais petrolíferas para o evento de alto nível em que vai estar em destaque a indústria de petróleo e gás em Angola, o segundo maior produtor da Africa subsaariana

“O objetivo deste evento é fomentar e promover oportunidades do setor de petróleo e gás em Angola que entendemos como motor do desenvolvimento económico, juntando os grandes líderes  das indústrias às empresas e instituições públicas”,falou aos jornalistas o diretor internacional de conferência da Energy Capital & Power (ECP), entidade que promove o evento.

MAIS: Angola embolsou no 2º trimestre 6,7 mil milhões de euros com petróleo

Este ano, “procuramos atrair as atenções de países vizinhos que são também produtores”, continuou o responsável, indicando que estarão presentes s ministros dos Hidrocarbonetos da República Democrática do Congo e do Congo, entre outros, numa “tentativa de criar sinergias” entre estas regiões e desenvolver estratégias além-fronteiras para o desenvolvimento do setor.

Outro dos objetivos é “atrair diretamente os investidores” para Angola e debater questões com o combate ao declínio da produção e a transição energética.

Além de governantes, estarão presentes responsáveis de empresas energéticas como a francesa Total, a britânica BP e a italiana Eni, a norte-americana Exxon, a companhia estatal Sonangol e representantes do setor financeiro, entre outros.

A plataforma de investimento EPC está também a produzir um relatório de investimento que se vai debruçar sobre os temas mais relevantes do setor, que deverá ser lançado no segundo trimestre de 2022, para guiar os investidores sobre assuntos como “a resiliência do mercado no pós covid-19, o desenvolvimento de campos marginais, estratégias de monetização de gás, a expansão de ‘downstream’, técnicas de produção avançadas, bem como o conteúdo local e a capacitação dom+estica”, informa a promotora do evento num comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.