Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Conselho Económico e Social Apresenta Memorando Sobre a Situação do País

O Conselho Económico e Social apresentou esta quinta-feira, 01 de Julho, aos membros do Executivo, um memorando com 153 propostas ligadas à empregabilidade, planos de combate à pobreza e de fomento à indústria.

Durante a reunião, à porta fechada, foram também abordadas questões sobre o aumento de 20 por cento do Orçamento Geral do Estado (OGE) para o sector da Educação, de acordo com o secretário executivo do Conselho Económico e Social, Edmundo Miguel, em declarações à imprensa.

No sector da Educação, Angola encontra-se num ranking não recomendando pela UNESCO, que sugere que os orçamentos devem ter uma fatia na ordem dos 20 por cento para este sector, para melhorar a condição e dar maior dignidade aos professores”, referiu.

No domínio do Ensino Superior, informou que foi debatida a necessidade de se melhorar a condição financeira dos professores e de apoiar os centros de investigação cientifica, e feitas outras reflexões sobre a situação económica e social do país.

O memorando apresentado vai ser encaminhado ao Titular do Poder Executivo, para tomar conhecimento das reflexões sobre diversas matérias feitas pelo Conselho Económico e Social.

Por sua vez, o ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior disse que este conjunto de propostas vai contribuir para a melhoria de toda acção governativa, que visa sobretudo resolver os problemas económicos e sociais do país.

“As questões do emprego, pobreza e da educação são todas questões que nos preocupam, e aqui foram apresentadas propostas muito concretas e certamente, sendo elas implementadas, vão contribuir para a melhoria das condições de vida no nosso país”, assinalou.

A reunião contou com a presença de vários ministros, como o da Economia e Planeamento, Sérgio Santos, das Finanças, Vera Daves, da Educação, Luísa Maria Grilo, da Agricultura e Pescas, António de Assis, e do Governador do Banco Nacional, José de Lima Massano, entre outras entidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.