Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Contas “fantasmas” atrapalham execução orçamental do Estado

A ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa, disse, na manhã desta segunda-feira (6), em Luanda, existir ainda muito dinheiro fora do controlo do Estado face ao elevado número de contas bancárias, umas autorizadas e outras não de organismos públicos, à margem da Conta Única do Tesouro (CUT).

Vera Daves falava no workshop sobre o “Sistema de Controlo Interno”, de iniciativa da Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE), que se prolonga até amanhã, em formato virtual (plataforma Zoom) e presencial (na Escola Nacional da Administração e Políticas Públicas).

De acordo com a mesma, é preciso atacar em bloco às infracções de ter-se património financiado com dinheiro do Estado, mas não registado em nome deste.

MAIS: Lojas Nosso Super e Poupa Lá privatizadas até ao final do ano

Para tal, Vera Daves pede transparência e responsabilidade aos gestores públicos, lembrando ser fundamental que as lideranças de hoje não comprometam o futuro da geração de vindoura.

Como defendeu, na prelecção “Infracções às Regras Orçamentais”, que fez no workshop, a única forma de travar ciclos viciosos é responsabilizar quem pratica os actos que violem as normas estabelecidas.

Temos de assegurar o controlo interno dos organismos públicos e a melhor forma é a prestação de contas“, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.