Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

CRESCIMENTO DE ANGOLA DEVE CRESCER UM PORCENTO, AFIRMA MINISTRO DE ESTADO.

O ministro da Coordenação Económica de Angola, Manuel Nunes Júnior, disse hoje à agência de informação financeira Bloomberg que a economia deverá crescer 1% este ano e que as taxas de juro poderão descer quando a inflação abrandar.

A economia vai crescer 1% este ano depois de cinco anos de contração, graças ao crescimento em setores como a agricultura e a construção, com várias reformas lançadas para diversificar a economia, disse Nunes Júnior, salientando que uma recuperação nos preços do petróleo também ajudou a estabilizar as reservas totais do país para cerca de 15 mil milhões de dólares, cerca de 12,5 mil milhões de euros, o equivalente a um ano de importações.

“Em 2020, a tendência claramente descendente da inflação foi interrompida pelo impacto da pandemia de covid-19”, afirmou o governante em resposta a questões da Bloomberg, na qual afirmou que “este ano será retomado a trajetória descendente da inflação e serão criadas as condições económicas para que as taxas de juro nominais possam ser ajustadas em baixa”.

O Banco Nacional de Angola mantém a taxa de juro de referência inalterada nos 15,5% há quase dois anos, apesar de vários bancos centrais africanos terem abrandado a política monetária em 2020 para proteger as economias do impacto negativo da pandemia.

O regulador angolano, ao invés de usar os instrumentos de política monetária, tentou moderar a subida dos preços ajustando o montante de circulação de kwanzas na economia, mantendo-o em linha com os objetivos da inflação, já que muita da pressão sobre os preços vem do aumento das importações na sequência de uma depreciação do kwanza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.