Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Criada a Associação dos Técnicos Ferroviários de Angola, para Resolver os Problemas da Classe

O excesso de lixo, a venda ambulante, os constantes atropelamentos e os roubos de travessas nas linhas férreas são algumas das muitas interferências que tem afectado os bons serviços ferroviários em Angola.

De acordo com vários funcionários dos serviços ferroviários, que falaram a Rádio Nova, o amontoado de lixos pertos dos carris tem sido um enorme problema para o bom funcionamento do serviço, visto que tem dificultado as passagens dos comboios, e onde uma campanha de sensibilização aos populares poderá ser um bom meio para contornar essa fatídica situação.

Tendo em conta essas situações, foi proclamada hoje a Associação de Técnicos Ferroviários de Angola, na Mideateca 28 de Agosto, cujo o seu propósito é contribuir para a preservação da memória ferroviária, bem como defender o meio ambiente e a elevação técnico-cultural dos associados.

Em entrevista a Rádio Nova, o porta-voz da Associação Francisco José, afirmou que essa instituição é a primeira em Angola em prol dos funcionários ferroviários, bem como a sua criação visa em trabalhar em conjunto com todos os departamentos dessa aérea para solucionar muitos dos problemas que afligem a classe, como também os problemas que as empresas se debatem todo dia, isto é, como a vandalização dos caminhos ferroviários e a venda ambulante

Por outro lado, o Director Nacional dos Caminhos de Ferro de Angola, Otoniel Manuel, exortou que é possível fazer mais para o bom serviço dos transporte ferroviário angolano sendo que o mesmo está aberto para intervenções de instituições económicas privadas para poderem transportar os seus produtos e participarem activamente no desenvolvimento e diversificação da economia nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.