Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Depósitos em moedas estrangeiras teve um descréscimo de cinco milhões

Os depósitos em moeda estrangeira (ME) nos bancos comerciais apresentam uma tendência decrescente, nos últimos seis anos, na ordem dos cinco mil milhões de dólares.

De acordo com informação dada pelo Banco Nacional de Angola (BNA), que fez um balanço sobre a situação, verificou-se que, a 31 de Janeiro de 2015, os depósitos em ME situaram-se  em 15,5 mil milhões de dólares norte-americanos, ao passo que à 30 de Junho de 2021 reduziram para 10,5 mil milhões de dólares norte-americanos.

A principal instituição bancária do país refere ainda que a volatilidade dos depósitos em moeda estrangeira é devida, em grande parte, à volatilidade do preço de petróleo que afecta directamente os depósitos das empresas petrolíferas e do Tesouro Nacional no sistema bancário.

MAIS: Banco Nacional revoga a licença de várias instituições não bancárias

A nota indica também que quando os depósitos em moeda estrangeira são expressos em moeda nacional, verifica-se uma subida desses depósitos, que acompanha exactamente a tendência da taxa de câmbio.

Não obstante a contração dos depósitos em moeda estrangeira, a depreciação do Kwanza resultou num aumento destes depósitos quando expressos em moeda nacional“, sublinha o documento.

O BNA conclui por fim que o aumento dos depósitos em moeda estrangeira, quando expressos em moeda nacional, justifica-se, unicamente, pela depreciação do Kwanza, ou seja, os depósitos em moeda estrangeira expressos em kwanzas têm aumentado o seu valor nominal e não propriamente o seu volume.

Tal tendência, acrescenta,  não deve ser confundida com um aumento das transacções em moeda estrangeira na economia ou com incremento dos níveis de dolarização no sistema financeiro nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.