Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Empresário Português morto acidentalmente por Segurança no Talatona

Um empresário de nacionalidade portuguesa foi baleado mortalmente por negligência, nesta quinta-feira(12/8), no município de Talatona, por um agente de uma empresa privada de segurança.

O português de 55 anos, que trabalhava por conta propria, numa actividade não revelada pela Polícia Nacional, foi atingido com um disparo de uma Akm no abdómem.

MAIS: SIC detém cidadã por interrupção ilegal de gravidez

O segurança já está detido e o caso sob investigação, conforme avança o Superintendente Nestor Goubel, do Comando Provincial da policia Nacional.

o comando Provincial tomou conta desta ocorrência, onde tratou-se de um homicídio involuntário, pela 20h00 horas, por disparo de arma de fogo, do tipo AKM. De informar que a referida arma já está aprendida, e que o mesmo crime foi praticado por um cidadão nacional, de 46 anos de idade, que atende pelo nome de Sebastião Cangola, segurança de uma empresa privada, onde nesse momento já se encontra detido. A pessoa morta é um cidadão de nacionalidade portuguesa, de 55 anos, que em vida chamou-se Manuel Vedeira Crespo, empresário. O fatídico crime ocorreu quando o presumível autor, no seu primeiro dia de trabalho, após efectuar o seu turno, a dada altura e a manusear a arma, talvez por querer fazer uma experiência, acabou por fazer alguns disparos, onde um desses disparos vitimou mortalmente o cidadão português, tendo sido atingido na região do abdómen e teve morte imediata. O presumível autor já está detido e será presente ao Ministério Público…” falou o porta-voz.

 

Mulher de 26 anos mata rival a facadas

Na província do Huambo, uma mulher de 26 anos, matou a sua rival  com vários golpes de faca por motivos de ciúme. O crime  aconteceu no dia 9, segunda-feira, mas só nesta quinta-feira a mulher foi submetida a interrogatório.

Segundo o porta-voz da policia nacional no Huambo, a homicida dirigiu-se a casa da vitima com pretexto de ter uma conversa amigável e pouco depois sacou uma faca e desferiu vários golpes  que atingiram mortalmente a rival. Em seguida, a suposta homicida ligou para o parceiro para contar detalhadamente o que havia feito com a vitima.

A mulher cujo nome não foi revelado assumiu a autoria do crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.