Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Enfermeira do hospital “António Agostinho Neto” detida por corrupção

Na sequência de uma denúncia chegada à IGAE na Huíla, uma enfermeira do hospital central do Lubango “António Agostinho Neto”, de 40 anos de idade, foi detida hoje, domingo, após exigir 300 mil Kwanzas a um cidadão para supostamente empregá-lo.

Segundo uma nota de imprensa da IGAE, e que a Rádio Nova teve acesso, a suspeita foi flagrada a receber um montante de um cidadão que a denunciou, para supostamente o inserir no quadro de funcionários do Hospital.

Após a denúncia, uma equipa de Inspectores da Delegação da IGAE, que se fez acompanhar de agentes do SIC, deslocou-se ao local e prenderam a técnica de enfermagem de 3ª classe, funcionária da unidade desde 2008.

Com ela foram encontrados 20 mil Kwanzas, como prestação inicial de uma quantia acordada no total de Akz 300 mil.

Segundo a fonte, a referida funcionária pública já esteve presa por práticas que lesam o bom nome do Estado angolano e estava em liberdade sob Termo de Identidade e Residência.

No acto, conforme a comunicação da IGAE, estão supostamente envolvidos mais dois funcionários da Gestão passada do referido Hospital, já identificados.

Os suspeitos engendravam formas ilícitas de Inserir pessoas na Função Pública e aliciavam cidadãos a aderir aos seus serviços, o que constitui actos de Probidade Pública em obediência a Lei 3/10 de 29 de Março e crime de Corrupção previsto na moldura penal angolana na Lei 38/20 de 11 de Novembro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.