Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

EPAL desliga 30 Ligações Clandestinas de Água em Luanda

Trinta ligações clandestinas foram ontem, sexta-feira, desactivadas no Bairro da Fubu, município de Talatona, em Luanda, enquadrado no programa da Empresa Pública de Àguas de Luanda (EPAL) de combate ao garimpo de água.

A referida prática ilícita era feita por furações, através de duas condutas nos bairros da Fubu e Dangereux, condutas essas que desaguavam  em tanques subterrâneos que  abasteciam  camiões cisternas, no período da noite.

O porta-voz da Epal, Vladimir Bernardo, em declarações a imprensa, disse que a acção foi realizada em colaboração com a Administração Municipal e Polícia Nacional,  com o objectivo de melhorar o abastecimento de água  a população, em vários pontos de Luanda.

MAIS: Ordem dos Médicos cria Café com a Media

Foi informado também que as condutas levam a água para o centro de distribuição  do Talatona e do Benfica-1, e fruto destas ligações clandestinas, o abastecimento  não chegava em quantidades necessárias a estes centros.

O representante da Epal acrescentou também que com o garimpo, consequentemente, as zonas abastecidas por  estes centros são afectadas, e “ nesta altura estamos a encontrar dificuldades de fornecer  água nas zonas de Talatona (sede) e Futungo .

Explicou por fim que depois da desactivação, a Epal vai  controlar a zona afectada, onde estão localizados os tanques, será  feita uma soldadura nas condutas e a fiscalização para evitar novos garimpos.

Sobre o programa em questão, isto é, de combate ao garimpo de água, começou em Outubro do ano passado e já passou pelos municípios de Viana, Kilamba Kiaxi, e até ao momento  já foram desactivadas 106 ligações  do gênero .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.