Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Ex-Presidente Sul-Africano, Jacob Zuma, recebe sentença de 15 meses de prisão

O ex-presidente sul-africano, Jacob Zuma, foi hoje condenado a 15 meses de prisão na África do Sul, onde o principal tribunal do país a  determinar que Zuma seja detido por não ter comparecido para depor em investigação de corrupção durante seu mandato.

Jacob Zuma, que esteve envolvido em múltiplas acusações de desvio de verbas estatais, recebe essa sentença por não ter comparecido ao tribunal após ser intimado para depor em uma investigação sobre denúncias de corrupção durante os nove anos em que esteve no poder, isto é, de 2009 a 2018.

O ex-presidente deverá se entregar à polícia sul-africana em cinco dias, onde não o fizer, as autoridades deverão “tomar todos os passos necessários” em um prazo de 72 horas para garantir que ele vá para a prisão.

A Corte Constitucional do país havia determinado em janeiro que o ex-presidente deveria responder às perguntas de uma comissão liderada pelo juiz Raymond Zondo, vice-presidente da instância mais alta do Judiciário. Jacob Zuma, no entanto, acusou Zondo e o tribunal de parcialidade e abandonou uma audiência em novembro. Dois meses depois, ele boicotou uma outra sessão, o que levou a comissão a apresentar queixas formais de desacato.

A Corte Constitucional não pode fazer nada que não seja concluir que o senhor Zuma é culpado de desacatar o tribunal — disse a juíza Sisi Khampepe, presidente do órgão. — Jacob Gedleyihlekisa Zuma está condenado a cumprir 15 meses de prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.