Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Fernando Santos no ‘fio da navalha’ no cargo de Treinador de Portugal

A contestação no Estádio da Luz, com assobios estridentes e lenços brancos em riste, e a possibilidade de falhar o Mundial, deixa em vista um possível corte de relações entre Fernando Santos e FPF.

Portugal falhou, neste domingo, o objetivo de se qualificar de forma direta para o Mundial’2022, após sucumbir diante da congénere sérvia por 1-2.

Objetivo falhado, mas não só. A qualidade da seleção portuguesa ficou, mais uma vez, muito aquém do desejado.

Se os mais de 58 mil espectadores apoiaram, no Estádio da Luz, Portugal do princípio ao fim, após o apito do árbitro, os assobios foram estridentes e os lenços brancos levantaram-se, pelas mãos de centenas de portugueses, em sinal de protesto contra a exibição, mas também contra a maneira como Portugal está a jogar há vários encontros.

MAIS: FIFA entrega prémio The Best em 17 de Janeiro de 2022

Uma das questões que se tem levantado é como é que uma seleção com tanto talento pode render tão pouco? Fernando Santos não encontra resposta para a pergunta, mas, quando questionado, neste domingo, sobre uma putativa demissão desvalorizou o forte revés sofrido na Luz.

“Isto, para os treinadores, é uma questão que se coloca muitas vezes. Obviamente, o público está insatisfeito, a equipa não jogou bem nestes jogos, portanto, é normal que os portugueses manifestem essa vontade. Mas isso é um assunto que, agora… Eu estou aqui e acredito que tenho toda a capacidade para levar Portugal ao Qatar. Também estou triste, estou frustrado, mas não deixo de ter confiança em mim próprio e nos jogadores. Sei que os meus jogadores são capazes de responder à altura. Já o fizeram muitas vezes. Hoje, não aconteceram, na realidade, nem em termos de resultado”, justificou o engenheiro.

A verdade é que a situação de Fernando Santos já esteve muito mais estável do que é hoje e não será de descartar uma eventual saída do atual selecionador, em caso de não apuramento para o Qatar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *