Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Forças Angolanas em Moçambique vão custar mais de 338 milhões de Kwanzas ao Estado

Angola vai participar, durante 90 dias, no esforço regional da missão da SADC para a manutenção de paz em Moçambique com 20 militares, com custo inicial previsto de mais de 338.437 milhões de kwanzas.

Esses valores, que compreende a componente dos esforços logísticos, foi revelado pelo o ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Pereira Furtado.

MAIS: Assembleia Nacional aprova envio de soldados para combater terrorismo em Moçambique

O Ministro falava hoje no parlamento nacional, durante a apresentação do projeto de resolução que autoriza João Lourenço, na qualidade de Comandante em Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA), a enviar uma componente angolana da Força em Estado de Alerta da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) à República de Moçambique.

O diploma legal, apreciada com caráter de urgência durante a oitava reunião plenária extraordinária da presente sessão legislativa da Assembleia Nacional foi aprovado por unanimidade com 182 votos favoráveis, nenhum contra e nenhuma abstenção.

A componente angolana das Forças em Estado de Alerta da SADC à Moçambique vai contar com 20 militares, nomeadamente 2 oficiais no Mecanismo de Coordenação Regional, 8 oficiais no Comando da Força e uma aeronave do tipo IL-76 de Projeção Estratégica com os respetivos tripulantes com 10 militares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.