Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Fundação Arte e Cultura e a Associação Angolana dos Profissionais de Cinema criam projecto “Quartas de Cinema”

A Fundação Arte e Cultura e a Associação Angolana dos Profissionais de Cinema e Audiovisual (Aprocima) assinaram uma parceria de trabalho com o objectivo de exibir filmes dos associados, criação de público e ao fomento de cursos livres, com duração de uma ano.

O protocolo entre as duas instituições vai ter o plano de divulgar os filmes patrimoniais, sejam de autores nacionais quer de cineastas africanos, uma vez por semana e de forma gratuita, no auditório Wiza, situado na Ilha de Luanda.

O projecto tem como tema “Quartas de Cinema”, inclui a apresentação, durante três a quatro semanas de um mês, dos filmes de cada realizador, membro da Aprocima, a partir das 18h30, seguido de diálogo com os espectadores.

MAIS: Carreira Artística do Cantor Big Nelo retratada em peça teatral

De informar ainda, que além desse evento, os habitantes da Ilha de Luanda vão ter, por mês, uma sessão especial em que as famílias receberão convites para assistir um filme no projecto “Kambas do Cinema”, destinado à criação de público, para que haja o aumento da cifra de cinéfilos na cidade de Luanda, em particular na Ilha.

A directora da Fundação Arte e Cultura mostrou-se satisfeita com a parceria tendo afirmado que é mais uma oportunidade para oferecer lazer e conhecimentos aos habitantes da Ilha de Luanda. “A ideia é incentivarmos as famílias e visitantes da Ilha de Luanda a criarem o hábito de ir ao cinema”, destacou Naama Margalit.

Por outro lado, o secretário-geral da Aprocima diz que trata-se de laboratórios teórico-práticos para adolescentes e jovens, para obterem noções básicas sobre a escrita de argumento (contando uma história por meio do vídeo), como manejar uma câmara (ou telemóvel) e as funções (objectivos de um filme) do universo da sétima arte.

MAIS: Academia de Letras de Angola Homenageia João de Melo e Lopito Feijó

A Aprocima tem como meta a formação profissional dos associados e da sociedade em geral, voltada ao cinema e audiovisual, prestar assessoria institucional para as várias produções nacionais e  estrangeiras, realizadas, principalmente, em território nacional, bem como defender a divulgação dos hábitos e costumes nacionais, regionais e locais através das produções cinematográficas e audiovisuais angolanas realizadas em território nacional.

Além disso, é também responsabilidade da associação, promover a realização de festivais e mostras de cinema, assim como pugnar pela criação da carteira profissional dos técnicos do cinema e audiovisual nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.