Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Governadora de Luanda vai responsabilizar empreiteiros incumpridores

O Governo da Província de Luanda (GPL) pretende responsabilizar os empreiteiros das obras da escola de 12 salas de aulas, na comuna de Cassoneca e do Instituto Médio Agrário, na aldeia de Honga Zanga, município de Icolo e Bengo, abandonadas há anos.

A informação foi prestada pela governadora de Luanda Ana de Paula de Carvalho durante uma visita realizada na terça-feira ao município de Icolo e Bengo para verificar o grau de execução das obras dos projectos em curso naquela localidade.

Ana de Paula de Carvalho disse que empreiteiro da escola de 12 salas de aulas, na localidade de Quissenbe, na comuna de Cassoneca, paralisada há um ano já recebeu o financiamento e o GPL vai exigir que conclua a obra. As obras do Instituto Médio Agrário na aldeia de Honga Zanga estão paralisadas há 15 anos.

Na comuna de Caculo Cahango, a governadora visitou um posto de saúde com sala de observação, do Programa Alargado de Vacinação (PAV), farmácia, consultórios, consulta pré-natal e planeamento familiar, mas pediu que seja construído no espaço uma sala de partos.

MAIS: Governadora de Luanda pede maior engajamento dos seus Gestores Públicos

A governadora constatou igualmente os projectos concluídos de duas casas de bombagem, inoperantes por falta de energia eléctrica na região, prevendo-se a sua entrada em funcionamento com a instalação de um PT de 250 KVA.

Nesta localidade a governadora visitou também o novo sistema de captação e tratamento de água potável com capacidade de produzir 35 metros cúbicos de água por dia, que vai abastecer 846 pessoas a partir de Novembro do ano em curso

A governante que passou igualmente pelo comando municipal da polícia de Icolo e Bengo que teve obras de reabilitação e ampliação inserindo no plano integrado de intervenção municipal (PIIM), que deve ser melhorada com a criação da cela para o sexo feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.