Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Governo angolano prorroga prazo de apresentação do certificado de vacinação

O Governo angolano anunciou, esta quinta-feira, a prorrogação, para 1 de Novembro, a entrada em vigor da obrigatoriedade de apresentação do certificado de vacinação em instituições públicas, espaços públicos e privados.

A medida, que consta de Decreto Presidencial sobre o Estado de Calamidade Pública, entrava em vigora a partir desta sexta-feira, 15, como forma de conter a propagação da pandemia.

No âmbito do combate e prevenção à Covid-19, as autoridades sanitárias recomendaram a vacinação para todos os cidadãos, exceto menores de 18 anos, com destaque para certos grupos profissionais, nomeadamente funcionários públicos em geral, todos os que prestam serviço diretamente ao público (motoristas, taxistas e moto-taxistas, bem como outros que têm contacto com terceiros).

MAIS: Angola recebe mais de 600 mil doses da vacina Pfizer

Segundo o coordenador da Comissão Ministerial de Combate e Prevenção à Covid-19, Francisco Furtado, a intenção é permitir com que um maior número de cidadãos possam ser vacinados.

Francisco Furtado adiantou que o Executivo responde, desta forma, ao apelo dos cidadãos para a prorrogação do prazo e incentivar a presença dos abrangidos nos postos de vacinação.

Entre as medidas, conta a proibição do acesso às praias e piscinas públicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.