Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Jacob Zuma hospitalizado a poucos dias do seu jugalmento no caso de corrupção

O ex-Presidente sul-africano Jacob Zuma foi internado hoje(06/8) num hospital fora do centro prisional de Estcourt, onde está cumprindo uma pena de 15 meses de prisão em KwaZulu-Natal, segundo informações do próprio Governo.

A informação foi divulgada pelo Departamento sul-africano de Serviços Correcionais, que confirmou através de uma declaração que “o antigo Presidente Jacob Zuma foi hoje, 6 de agosto de 2021, internado num hospital exterior para observação médica”.

Zuma, que actualmente está com 79 anos, deverá ser presente ao reinício do seu julgamento por corrupção, agendado para 10 de agosto.

Como ex-presidente, as necessidades de saúde do Sr. Zuma exigem o envolvimento dos Serviços Militares de Saúde da África do Sul. Este tem sido o caso desde a sua admissão nos Serviços Correcionais de Estcourt“, acrescenta  o comunicado.

O departamento de Serviços Correcionais da África do Sul acrescenta ainda que “uma observação de rotina originou o internamento do Sr. Zuma“.

MAIS: Ex-Presidente Jacob Zuma recebe pena de prisão de 15 meses de prisão

O porta-voz dos Serviços Correcionais, Singabakho Nxumalo, citado pela imprensa local, sublinhou que a comparência de Zuma na audiência em tribunal na próxima terça-feira “dependerá da opinião dos médicos”.

Jacob Zuma insistiu recentemente que uma audiência virtual do seu pedido de apelo judicial seria “uma violação dos seus direitos constitucionais”, deveria comparecer na próxima terça-feira no Tribunal Superior de Pietermaritzburg, capital do KwaZulu-Natal, no âmbito das acusações que enfrenta na Justiça relacionadas com o negócio de aquisição de armamento, em 1999, com a empresa francesa Thales.

Na quarta-feira, o juiz do Tribunal Superior de Pietermaritzburg, Piet Koen, decidiu que o requerimento de Jacob Zuma contra o procurador público, o advogado Billy Downer, fosse ouvido presencialmente em audiência pública no tribunal.

Em 20 de julho, o juiz anunciou o adiamento do julgamento de Jacob Zuma para 10 de agosto de 2021 para ouvir o pedido especial apresentado pela defesa do antigo chefe de Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.