Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Leilão de divisas do BNA sem venda de euros a meses

O Banco Nacional de Angola (BNA) fechou o primeiro semestre deste ano sem venda de Euros em leilão aos bancos comerciais, tendo o Dólar assumido o “pódio”, após um período de escassez.

Segundo uma publicação da Forbes, mostra que o dólar dos Estados Unidos da América (USD) voltou a ser a única moeda estrangeira convertível vendida nos leilões de preços do BNA, após ter sido afastado, por quase cinco anos, dos leilões de divisas, devido à crise do sector petrolífero e à retirada, em massa, dos correspondentes bancários para aquela moeda, por orientação do Tesouro norte-americano.

MAIS: Governo Angolano quer evitar novos envidamentos

Dados da principal bancária do país, que constam do mapa consolidado de venda de divisas da instituição até Junho, não anexam explicações sobre a recolocação do Dólar, de forma exclusiva, nos mercados, mas sabe-se de fonte da administração do BNA que o país tem resgatado, há já algum tempo, parte dos correspondentes bancários, responsáveis pelo fornecimento de Dólar, que deixaram de trabalhar com bancos locais há vários anos.

A Forbes  recua até 2015, para  encontrar o registo da última vez que o BNA vendeu apenas dólares ao mercado bancário, precisamente no início do que viria a ser designada, mais tarde, “crise cambial”, já que não era frequente ver o dólar no “radar” das operações cambiais formais e até mesmo nalgumas operações do mercado informal.

Até Junho deste ano, o BNA colocou ao mercado um montante de 610,1 milhões de dólares, precisamente 610.043.439,54 de dólares, para “alimentar” o mercado cambial, valor substancialmente abaixo daquele que foi o último plafond total disponibilizado nos primeiros seis meses de 2015, pouco mais de nove mil milhões de dólares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.