Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Mais de Um Milhão de Angolanos já foram Vacinados contra a Covid-19

Mais de um milhão de angolanos já foram vacinados contra o novo Coronavírus, de acordo com a Directora de Saúde Pública, Helga Freitas, em conferência de imprensa.

Segundo a Governante, até ao dia 25 de Junho foram vacinados 1.492.548 cidadãos em todo território angolano, onde no sector da saúde foram vacinados 272.963 profissionais com a primeira dose e 145.024 com a segunda e enquanto que na educação 195.264 professores foram vacinados com a primeira dose e 147.049 com a segunda dose.

Nos órgão de defesa e segurança nacional foi também outra das instituições com um grande número de efectivos vacinados, com 198.277 pessoas vacinados com a primeira dose e 140.777 com a segunda dose.

Sobre os cidadãos com mais de 65 anos e com comorbilidade, foi adiantado que 95.973 tomaram a primeira dose e 73.705 com a segunda dose.

Na mesma nota de imprensa, Helga Freitas informou que o Plano Nacional de Vacinação está a ser implementada por etapas devido a disponibilidade reduzida de vacinas contra a Covid-19 em todo mundo, e não somente em Angola. Levando em conta essa défice, o Governo angolano explica que nessa primeira fase foram privilegiados na vacina as pessoas mais expostas e com maior risco de serem infectadas, nomeadamente os trabalhadores de saúde, professores, efectivos dos órgão de defesa e segurança e cidadãos com maior de 65 anos e comorbilidade.

De informar que a vacinação contra o novo Coronavírus já está a ser expandida nas 18 províncias do país, tendo sido criados 175 postos de vacinação sendo que 45 são de alto rendimento com 130 equipas.

A director nacional de Saúde Pública, Helga Freitas, informou ainda que o stock de vacinas da AstraZeneca foi utilizado na sua totalidade aos cidadãos que tomaram a vacina, primeira e segunda doses, antes do período de expiração a 24 de Junho.

Os cidadãos que tomaram a vacina até 24 de Maio terão que aguardar a comunicação para a toma da segunda dose”, explicou.

Neste momento, Helga Freitas disse que está a ser administrada a segunda dose da vacina Sinopharm, e a partir deste sábado, 26 de Junho, começa a segunda dose da vacina Pfizer.

Em relação à vacina Sputnik, disse que o período entre a primeira e a segunda doses é de três meses, pelo que será divulgada a data de início da segunda dose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.