Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Ministério das Telecomunicações e Comunicação Social vai criar um fundo social para os funcionários

O ministro das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social, Manuel  Homem, anunciou, esta sexta-feira(27/8), a criação de um fundo social para os funcionários do ministério, órgãos e empresas tuteladas.

O ministro falava no discurso de abertura do primeiro conselho consultivo do ministério sob o lema “tecnologias de informação, comunicação social: melhor integração, mais inovação e desenvolvimento”.

De acordo com o Ministro,   o caminho é longo, mas é fundamental que não se perca o sentido e as obrigações de resolver os problemas e implementar os projectos do sector.

A implementação do qualificador, prosseguiu o ministro, para algumas empresas do sector que ainda o não tenham feito, a reorganização dos processos e procedimentos de gestão das empresas,   a resolução das questões relativas a segurança social, constam também dos desafios do MINTTICS.

MAIS: Ciência e Tecnologia no país tiveram fraco crescimento no último ano

Manuel Homem explicou que a formação contínua dos quadros nas mais distintas áreas constitui, igualmente, uma prioridade.

O nosso sector desempenha funções transversais e temos como desafios consolidar a nossa actuação para que possamos assegurar melhores serviços e com a qualidade exigida“, disse o ministro.

São exemplos concretos,   prosseguiu,   os quadros do gabinete de gestão espacial nacional que foram destacados entre os 10 melhores engenheiros com menos de 30 anos na indústria espacial africana.

Em relação a modernização dos órgãos de comunicação social, Manuel Homem adiantou ser uma acção em execução, tendo como foco a melhoria das condições de trabalho.

Em curso, segundo o ministro, está a implantação de programas de modernização do ministério, dos órgãos e das empresas tuteladas, tais como na Televisão Pública de Angola (TPA), que permitirá a migração do sinal para digital e em alta definição, dos estúdios da RNA e a melhoria dos serviços da ANGOP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.