Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Morreu Jorge Sampaio, o Presidente português que chorava de emoção

O antigo Presidente de Portugal Jorge Sampaio morreu esta sexta-feira aos 81 anos, de acordos com informações da família. O ex-chefe de Estado português estava internado desde o dia 27 de agosto no Hospital de Santa Cruz, em Lisboa (foi transferido do Algarve), após dificuldades respiratórias. A sua situação clínica tinha-se agravado nos últimos dias.

Era um homem de lágrima fácil, mas também capaz de dar a maior bronca em público a quem o irritasse. Os portugueses não estavam habituados a que um político lhe entrasse pela casa adentro a chorar e Sampaio, nesse aspeto, teve o dom de humanizar a política.

Foi Presidente da República de Portugal de 1996 a 2006. Antes esteve quase seis anos à frente da Câmara de Lisboa e três como líder do PS, tendo perdido as legislativas de 2001 para Cavaco Silva. Licenciado em Direito, nasceu em Lisboa a 18 de setembro de 1939.

MAIS: Associações denunciam morte de cinco doentes angolanos em Portugal que perderam apoio do Estado Angolano

Antes de Belém, Jorge Sampaio chegou à presidência da Câmara Municipal de Lisboa em 1989, deixando para trás alguém que também viria a ocupar o Palácio de Belém – Marcelo Rebelo de Sousa. Nessa luta eleitoral, conseguiu o grande feito político de juntar em coligação o PS e o PCP.

Anunciou a candidatura à Presidência da República numa jogada de antecipação, não fosse o então líder do PS, António Guterres, optar por outro candidato. Escolheu simbolicamente a Reitoria da Universidade de Lisboa, enquanto na esfera política oposta, Cavaco Silva alimentava o tabu sobre as presidenciais.

A 14 de janeiro de 1996, os portugueses escolheram-no para Presidente da República – venceu com 53,9% contra os 46% de Cavaco, que tinha mesmo decidido avançar. Sampaio conseguia assim a desforra das legislativas de 1991, quando era líder do PS, e foi derrotado pelo então primeiro-ministro que conseguiu a segunda maioria absoluta para o PSD.

O trabalho levado a cabo pelos homens do terreno, sobretudo Pedro Reis e António Manuel, tinha dado excelente resultado. Foi um trabalho árduo, Sampaio tinha saído derrotado das legislativas, era presidente da Câmara Municipal de Lisboa mas seria conhecido no Portugal profundo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.