Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Relatório dos serviços secretos americanos inconclusivo quanto à origem da Covid-19

O Presidente dos Estados Unidos recebeu, na terça-feira(24/8), um relatório dos serviços secretos norte-americanos inconclusivo quanto à origem do novo coronavírus SARS-CoV-2, noticiou a imprensa local.

De acordo com o jornal The Washington Post, que citou dois funcionários não identificados, o documento é o resultado de uma investigação de 90 dias que Joe Biden pediu em maio às agências de informações norte-americanas.

Os peritos, apesar de analisarem os dados secretos existentes e procurarem novas pistas, não chegaram a um consenso sobre a origem do vírus, que podia ter sido passado de animal para humano ou o produto de um acidente de laboratório.

Os serviços secretos indicaram que vão tentar desclassificar elementos do relatório nos próximos dias para possível publicação, acrescentou o diário.

MAIS: Governo dos EUA doa 500.000 vacinas da Pfizer a Angola

Biden anunciou a investigação em maio, depois de um relatório dos serviços secretos norte-americanos ter descoberto que vários investigadores do Instituto Wuhan de Virologia, no centro da China, adoeceram em novembro de 2019 e tiveram de ser hospitalizados, informou na altura o The Wall Street Journal.

O Presidente explicou que os serviços secretos norte-americanos estavam a avaliar “dois cenários prováveis”: se resultava do contacto humano com um animal infetado ou de um acidente de laboratório.

Sobre estas duas opções, Biden disse que dois dos serviços de informações dos EUA estão inclinados para o primeiro cenário e um terceiro para a ideia de laboratório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.