Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Sagrada Esperança contraria todos, e é o novo campeão do Girabola

O campeonato principal Girabola’2020/2021 terminou no último sábado(31/7), com a consagração do Sagrada Esperança como campeão, pela segunda vez, depois do inédito título alcançado em 2005.

Para a maioria dos angolanos, o Sagrada Esperança não eram depositadas as apostas de que seria o vencedor do campeonato. A equipa da Lunda-Norte entrou para a 43ª edição do campeonato como nas épocas anteriores, ou seja, definindo como meta a melhoria da posição anterior na tabela de classificação.

Segundo os analistas do desporto nacional, o  mérito dos novos campeões nacionais esteve na capacidade de colher os pontos fáceis, diante de equipas do seu campeonato e discutir “palmo a palmo” os jogos teoricamente complicados, frente aos potenciais concorrentes.

A entrada dos diamantíferos na discussão pelo título começou a ganhar corpo a partir da 18ª jornada, altura em que a equipa orientada por Roque Sapiri chegou a liderar o campeonato. Mas teria sido desde a 27ª ronda que as probabilidades de o Sagrada ser campeão se tornaria mais evidente, dado o facto de passar a depender apenas de si mesmo para lograr o “caneco”.

MAIS: Yanick Moreira afastado do Afrobasket 2021 por acto de indisciplina

Embora estivesse evidente as hipóteses de os diamantíferos serem campeões, a direcção do conjunto lunda adoptou sempre uma postura cautelosa. Como prova disso, a cinco jornadas do fim, o presidente de direcção José Muacabalo, recusou sempre assumir o título como objectivo, num discurso entendido como estratégico, no sentido de afastar a pressão dos atletas e passá-la para os concorrentes.

A forma como a equipa orientada por Roque Sapiri geriu as últimas jornadas viria a ser determinante para a conquista do título. Embora tivesse “tremido” na antepenúltima jornada, na deslocação ao terreno do Desportivo da Huíla, com quem perdeu (1-0), ao Sagrada não faltou força anímica e solidez competitiva para na penúltima jornada redimir-se na recepção ao Progresso, a quem venceu por 2-0, antes de viajar para Luanda.

Do percurso protagonizado pela equipa da Lunda-Norte no campeonato, realce para o autêntico “passeio turístico” protagonizado pela equipa nos jogos no Estádio do Dundo, onde em 13 jogos conseguiram igual número de vitórias. A irrepreensível prestação nos jogos em casa espelha bem o bom pecúlio alcançado pelo Sagrada ao longo de todo o campeonato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.