Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Sector da Educação dispõe de 283 vagas para professores

Duzentas e 83 vagas estão disponíveis no concurso público de ingresso do sector de educação, aberto segunda-feira última, para os seis municípios da província do Cunene, contra as 489 do concurso anterior.

Das vagas existentes 185 são destinadas a professores do ensino primário e secundário do 13º escalão e 98 diplomados do sexto escalão.

Por área administrativa, o município do Cuanhama dispõe de 68 vagas, Ombadja 57, Namacunde 50, Cuvelai 43, Cahama  35 e  Curoca 30.

Falando aos jornalistas, nesta quarta-feira, o director do gabinete da Educação no Cunene, Domingos de Oliveira, informou que a quota disponibilizada foi distribuída em função da população estudantil de cada município e das lacunas existentes nas escolas a cobrir.

Esclareceu que foi criado um júri para atender o processo de ingresso, cuja prioridade recai para os candidatos com formação especializada nas escolas do magistério de educação, escolas superiores pedagógicas e do Instituto Superiores de Ciência da Educação.

A par destes frisou que existe uma particularidade para aqueles candidatos com formações superiores em ciências técnicas como de saúde, economia, contabilidade e engenharias, para fazer face às necessidades de docentes nestas áreas.

MAIS: Docentes universitários anunciam greve por tempo indeterminado

Adiantou ainda que a lista das escolas com necessidades de professores encontra-se afixada a nível das direcções municipais da educação, onde foram criados postos de atendimento aos candidatos.

O período de inscrição é de 20 dias úteis, seguindo-se a publicação da lista dos apurados, para o teste.

Entretanto, realçou que o número de vagas não satisfaz a necessidade, uma vez que, anualmente são retirados do sistema vários profissionais por tempo de serviço, invalidez, doença ou morte.

Apontou igualmente o surgimento de novas escolas por via de vários projectos, com destaque para o Plano Integrado de Intervenção dos Municípios, no quadro qual está em curso a construção de 90 novas salas, muitas já inauguradas.

A título de exemplo, disse que nos últimos cinco anos foram desactivados do sistema mais de 700 professores e, no mesmo período, foram admitidos mil 248 docentes por via dos últimos concursos.

Segundo o director, os candidatos admitidos para o Ensino Primário serão colocados prioritariamente nas localidades do interior, “uma vez que várias escolas no meio rural dispõem apenas de um ou dois professores, número insuficiente para atender a demanda”.

Actualmente a província do Cunene conta com seis mil 298 professores divididos nos três subsistemas de ensino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *