Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

O filme repete-se, Angola empata com o Mali, desta vez 3-3 no CHAN

O Mali empatou novamente, diante da Selecção Nacional, treze anos depois do 4-4, desta vez, por 3-3, no Campeonato Africano das Nações reservado a jogadores das ligas internas (CHAN), esta segunda-feira, em jogo a contar para o grupo D.

Entoam-se os hinos no Estádio Miloud Hadefi, na cidade de Orão.

Os Palancas Negras alinham com Hugo Marques, Eddie Afonso, Lulas, Kinito e Tó Carneiro, Megue, Além, Herenilson, Jaredi, Depú e Gilberto.

O Mali alinha com Germain Berthé, Souleymane Coulibaly, Yoro Diaby, Emile Kone, Ismael Bamba, Moussa Coulibaly, Fady Coulibaly, Sada Diallo, Makan Samabaly, Djibril Coulibaly e Hamidou Sinayoko.

Soa o apito inicial.

Começa a partida.

Transcorridos os primeiros 10 minutos sem incidências.

Está feito o golo de Angola!

Aos 12 minutos, marca Depú, depois de uma desmarcação em que aparece sozinho na área e encosta a bola para o fundo das redes, depois de um cruzamento rasteiro de Eddie Afonso.

Desatenção defensiva e Sinayoko empata para o Mali aos 23 minutos.

E a alegria não dura muito tempo…

É golo de Angola! Está feito o bis de Depú, aos 26 minutos, golo de cabeça executado com precisão plena, foi uma reacção imediata do combinado nacional, depois de um cruzamento tirado por Tó Carneiro.

O jogo arrefece nesta fase, há mais batalha dentro de campo, com entradas duras à mistura.

Angola controla o esférico, preserva a vantagem.

O árbitro dá três minutos de desconto.

Apito para o intervalo.

As equipas dirigem-se para os balneários com Angola na frente do marcador, por 2-1.

Retoma a partida.

Aos 52 minutos, Livre directo de Jaredi, mas sem perigo para o guardião maliano.

Em termos de cartões amarelos, o árbitro já mostrou três cartões, um para Depú, ainda na primeira parte, aos 38′, os outros dois para Fady Coulibaly  aos (30′) e para Emile Kone aos (54′)

Aos 61 minutos, o seleccionador do Mali, Nouhoum Diané, promove quatro alterações: Fady Coulibaly por Ibrahim Sidibé, Hamidou Sinayoko por Moussa Koffi Koné, Ismael Bamba por Ousmane Diallo e Cheickna Diakité por Djibril Coulibaly.

Aos 68 minutos, Pedro Gonçalves faz descansar Jaredi e lança Julinho para o terreno de jogo.

Aos 71 minutos, Sada Diallo sai para a entrada de Ousmane Coulibaly

Aos 72 minutos, Angola marca novamente!

Depú descobre Gilberto que só teve de colocar a redondinha lá dentro.

Aos 79 minutos, reduz o Mali, por Yoro Diaby na sequência de um canto.

Nova alteração no combinado nacional, Victoriano Lucoquessa entra para o lugar de Megue.

E Depú também sai para a entrada de Bito.

E é o empate!!!

O Mali empata aos 83 minutos, por Ousmane Coulibaly.

Aos 88 minutos, golo anulado a Angola por mão na bola de Victoriano Lucoquessa, o jogador dos Palancas Negras viu amarelo.

Há mais seis minutos para jogar nos descontos.

Julinho cai na área, os jogadores angolanos queixam-se de penálti, mas o árbitro não atende aos protestos.

Termina o encontro.

Angola não consegue vencer o Mali e deixa o jogo escapar pelas mãos novamente, tal como, em 2010, no CAN.

A Selecção Nacional terá pela frente a Mauritânia no próximo jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.