Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Palancas Negras viajam hoje para Madagáscar

O defesa central Kinito, do Petro de Luanda, e o avançado Zine Salvador (1º de Agosto) falham, hoje, o embarque com os Palancas Negras para a cidade de Antananarivo, onde a Selecção Nacional de Honras de futebol joga, domingo à tarde, frente ao Escorpião do Madagáscar, no Estádio Municipal de Mahamasina, em desafio referente à segunda jornada do Grupo E de apuramento para a fase final da 34ª edição da Taça de África das Nações (CAN), a disputar-se no próximo ano na Côte d’Ivoire.

A informação foi apurada, ontem, pelo Jornal de Angola, após a sessão de treino dos Palancas Negras, realizada no período matinal, no  Estádio Nacional 11 de Novembro.O defensor da equipa tricolor do Eixo Viário pernoitou com febre, e está a cumprir  a medicação para a recuperação do estado de saúde.

Já o dianteiro militar do Rio Seco recupera de um problema muscular na perna direita, e foi dispensado antes da partida com as Feras do Baixo Oubangui da República Centro Africana (RCA), disputada na quarta-feira, em Luanda.
Zine Salvador apresentou-se lesionado na concentração da Selecção Nacional, no dia 29 de Maio, no Hotel Victoria Garden.
O dianteiro contraiu a lesão no desafio contra o Sporting de Cabinda, no Estádio Municipal do Tafe, (1-0), para a 29ª jornada do Girabola’2021/22.

Os Palancas Negras viajam, esta tarde, para Antananarivo. Após a chegada, a Selecção Nacional de Honras fica em repouso no hotel, para amanhã no horário do desafio cumprir com o tradicional treino de reconhecimento e adaptação à relva do recinto da partida.
A delegação desportiva vai ser chefiada pelo director do Gabinete Técnico das Selecções Nacionais, Artur Vilinga.

Antes do embarque, a Selecção Nacional  efectua, às 9h30, os trabalhos de preparação no Estádio Nacional 11 de Novembro, com o intuito de ajustar a criação das situações de jogo para a finalização e melhorar o equilíbrio do sector defensivo.

Para Antananarivo, o técnico Pedro Gonçalves leva os seguintes atletas: Hugo Marques, Kadu, Neblu, Núrio Fortuna, Eddie Afonso, Tô Carneiro, Buatu Jonathan, Kialonda Gaspar, Gigli Ndefe, Victoriano, Megue, Julinho, Capita, Mbala Nzola, Estrela,  Nelson da Luz, Mário Balbúrdia, Show, Hélder Costa, Gelson Dala, Ary Papel, Fredy e Yano.
Ontem, às 8h45, o grupo treinou no período da manhã, no Estádio Nacional 11 de Novembro, para a recuperação da condição física dos atletas.

Como tem sido habitual, os trabalhos iniciaram com os exigentes exercícios de aquecimento para a manutenção da condição física.
Os jogadores mais utilizados na partida contra as Feras do Baixo Oubangui da República Centro Africana (RCA) foram poupados no apronto dos aspectos técnicos e tácticos.

Um quarteto de árbitros sul-africanos, chefiado por Thando Helpus Ndzandzeka, foi nomeado pela Confederação Africana de Futebol (CAF) para apitar a partida.

Thando Ndzandzeka vai ser coadjuvado pelos juízes assistentes Moeketsi Molelekoa e Elphas Sitole. Luxolo Badi é o quarto árbitro, sendo comissário ao jogo o moçambicano Fernando Alexandre Massave. Para oficial Covid-19, a CAF elegeu o médico Tsihory Andriamanalina, de Madagáscar.

Ghana defronta RCA no 11 de Novembro

O Ghana entrou em força na fase de qualificação para a fase final da Taça de África das Nações (CAN), a disputar-se na Côte d’Ivoire em 2023, ao bater em casa, por 3-0, a equipa de Madagáscar, com golos de Mohamed Kudus (53’), Felix Afena-Gyan (56’) e Osman Bukari (84’).

De referir que Abdul Fatawu Issahaku, atacante de apenas 18 anos que pertence ao Sporting, foi titular e saiu aos 74’, ao passo que o central Abdul Mumin , do Vitória de Guimarães, não saiu do banco. O Ghana soma três pontos na liderança do Grupo E, tal como Angola, que derrotou, também esta quarta-feira, a República Centro-Africana (RCA) por 2-1.

A selecção do Ghana deve desembarcar, hoje, às 18h00,  em Luanda, para defrontar a República Centro-Africana, no domingo às 15h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em desafio da segunda jornada do Grupo E, ao passo que os Palancas Negras deslocam-se à cidade de Antananarivo, onde vão medir forças com a selecção de Madagáscar.

O jogo entre RCA e Ghana vai ser ajuizado por um quarteto de árbitros  do Gabão, chefiado  por Atcho Pierre Ghislain, que terá como assistentes Ditsoga Boris Marlaise e Ndong Ondo Urbain.  Mebiane Patrice Tanguy é o quarto árbitro nomeado pela Confederação Africana de Futebol (CAF), ao passo que o camaronês Djiadeu Gaha Marcelin é o comissário ao jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.