Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

Papa apela a resposta “radical” às alterações climáticas antes da COP26

Os líderes políticos estão a ser “convocados com urgência” para responder à crise ecológica, disse Francisco.

O Papa Francisco falou, esta sexta-feira, sobre o facto de as alterações climáticas serem uma “ameaça sem precedentes” que requer uma resposta urgente e eficaz. A mensagem surge no momento em que os líderes globais se preparam para a cimeira da COP26, que se avizinha, na Escócia.

Os decisores políticos que se vão encontrar na COP26, em Glasgow, são convocados com urgência a dar respostas eficazes à presente crise ecológica e, desta forma, oferecer esperança concreta às gerações futuras”, disse o pontífice, numa mensagem divulgada na BBC Radio 4.

Francisco também apontou os cuidados de saúde, os problemas de escassez de alimentos e os desafios económicos como parte de uma crise global “profundamente interligada” que representa um “imenso desafio cultural“.

MAIS: Papa Francisco vai visitar o Canadá em tensão entre a Igreja e Indígenas

Pediu ainda “visão” ao repensar o futuro do mundo durante as crises e exortou os líderes a tomarem “decisões radicais que nem sempre são fáceis”.

“Podemos enfrentar essas crises a recorrer ao isolacionismo, protecionismo e exploração ou podemos encará-las como uma hipótese real de mudança”, acrescentou o Santo Padre.

Mais de 120 líderes políticos e milhares de especialistas, ativistas e decisores públicos reúnem-se, entre 31 de outubro e 12 de novembro, em Glasgow, na Escócia, na 26.ª conferência das Nações Unidas (ONU) sobre alterações climáticas (COP26) para atualizar os contributos dos países para a redução das emissões de gases com efeito de estufa até 2030. A representação do Vaticano estará a cargo do Secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.