Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

[ÚLTIMA HORA] Nobel da Paz vai para ativista e duas ONG’s – uma russa e uma ucraniana
O Prémio Nobel da Paz foi hoje atribuído em Oslo, na Noruega, num momento em que a Europa testemunha uma nova guerra após a invasão russa da Ucrânia, iniciada há quase oito meses.
Já são conhecidos os vencedores do Prémio Nobel da Paz de 2022. O galardão foi atribuído ao ativista Ales Bialiatski, a organização de direitos humanos russa Memorial e a organização de direitos humanos ucraniana Center for Civil Liberties.
Antes de anunciar o vencedor, às 11h00 em Oslo (10h00 em Lisboa), o Comité Nobel divulgou o número de candidatos, que este ano foi de 343 (251 dos quais são pessoas e 92 organizações). Um número superior aos 329 candidatos do ano passado e o segundo mais elevado de sempre, pertencendo o recorde aos 376 candidatos nomeados em 2016.

Como acontece também nas outras categorias, as identidades de quem nomeia e dos nomeados ao prémio Nobel da Paz só podem ser divulgadas 50 anos após a nomeação, assim como investigações e pareceres relacionados com a atribuição de um prémio.

Em 2021, o galardão foi atribuído aos jornalistas Maria Ressa, das Filipinas, e Dmitry Muratov, da Rússia, pela defesa da liberdade de imprensa e de expressão.

A cerimónia de entrega do Nobel da Paz realiza-se a 10 de dezembro (no dia da morte de Alfred Nobel) em Oslo, na Noruega, onde os laureados recebem o prémio, que consiste numa medalha e num diploma, juntamente com um documento que confirma o montante monetário do galardão, que este ano é de 10 milhões de coroas suecas (cerca de 919 mil euros, no câmbio atual) a dividir pelas várias categorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.