Rádio Nova 102.5 FM

Rádio Online

TAAG não será privatizada em 2022

A TAAG, Linhas Aéreas de Angola, não será privatizada em 2022 à semelhança do que ocorrerá com a petrolífera Sonangol e a Endiama, informou esta terça-feira (9), em Luanda, o presidente do Conselho de Administração do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE).

Patrício Vilar falava no balanço do Programa de Privatizações (Propriv) e justificou que o mundo económico e financeiro durante a pandemia foi “bastante abalado”, considerando que muitos daqueles que a nível internacional eram compradores passaram a vendedores.

Vender uma companhia de aviação nos dias que correm é não fazer, porque ninguém a vai comprar. Sejamos directos em assumir que não há compradores. A aviação está a recuperar, mas levará o seu tempo”, sublinhou em declarações à Luanda Antena Comercial.

MAIS: Nova gestão da TAAG inicia voo de conquista

Por outro lado, disse que se poderá aplicar a duas outras empresas estratégicas, nomeadamente, a Sonangol e a Endiama, que continuam em profunda reestruturação, não só por iniciativa interna mas do ponto de vista conceptual.

Patrício Vilar apontou que as 41 empresas alienadas até à data já renderam aos cofres do Estado mais de 800 mil milhões de kwanzas, cuja previsão era privatizar 195 e activos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *